Eletro Matrix

Empresas se viram para fechar as contas em meio à crise do coronavírus

Eletromatrix

Com a pandemia da Covid-19 as contas não estão fechando para muitas empresas. Milhares de empreendedores estão sofrendo com os caixas combalidos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), das 2,7 milhões de empresas em funcionamento no país, 70% tiveram o negócio impactado e ainda buscam saídas para a crise econômica. O economista do Insper, Otto Nogami aponta que o ideal seria os empresários se conscientizarem em possuir um colchão de capital para suportar uma crise, mas a maioria não consegue ter uma reserva.

Renegociar dívidas e aluguéis, postergar alguns pagamentos tudo isto faz parte do novo cotidiano, o que está sendo classificado como o “novo normal”. O diretor superintendente do Sebrae, Wilson Poit enumera as dificuldades e diz que o crédito puxa a fila das necessidades. No momento, para chegar a ponta o crédito esbarra na burocracia. A empresária Érica Machado de Melo, dirige uma empresa que alimenta a indústria fornecendo máquinas, equipamentos, componentes e serviços. Ela conta que possui as certidões requisitadas, já entregou toda a documentação, mas o dinheiro que é crucial para o andamento das atividades ainda não caiu na conta. A situação de Érica representa a de muitos outros empresários, que esperam o acesso ao crédito para garantir a continuidade dos negócios durante o período da crise.

*Com informações do repórter Daniel Lian

© EletroMatrix - 2021 - All right reserved.

Desenvolvido por: Seven Soluções